Alongamento previne o encurtamento dos músculos de quem trabalha sentado

alongamento-trabalho-sentado

Alongamentos são exercícios voltados para o aumento da flexibilidade muscular, que promovem o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento. O principal efeito é o aumento da flexibilidade. Quanto mais alongado um músculo, maior será a movimentação da articulação comandada por ele e, portanto, maior a flexibilidade, o que o torna uma prática fundamental para o bom funcionamento do corpo, proporcionando maior agilidade de elasticidade e prevenir lesões. O alongamento é essencial para o aquecimento, relaxamento dos músculos e deve ser incorporado ao exercício físico, mas também pode ser praticado sozinho.

Consequências da falta de alongamento

A falta de alongamento causa alterações na postura, dificuldade na execução de movimentos, dor muscular e um aumento no risco de lesões. Segundo a fisioterapeuta Zenilda Soares, a falta de alongamento em alguns grupos musculares pode levar a um estresse postural e instabilidade de tronco. Exemplos:

Piriforme – Este músculo fica profundo na região da nádega, sob os músculos glúteos, e é responsável por girar o quadril para fora. A falta de alongamento nesse músculo, pode causar dor na região glútea profunda e pode até mesmo irradiar a dor para a perna. Ficar sentado por longos períodos, principalmente com a coxa em rotação externa diminui o fluxo sanguíneo para a região do músculo e altera a fisiologia do piriforme (e dos músculos próximos à ele também), provocando o encurtamento. A falta de alongamento irá contribuir para que a musculatura envolvida tencione ainda mais e piore os sintomas.

Isquiotibiais – Os músculos isquiotibiais são responsáveis pela flexão do joelho e, em menor grau, pela extensão do quadril. O encurtamento dos músculos isquiotibiais é comum em pessoas com dor lombar, devido a inclinação posterior da pelve que afeta a marcha e provoca dores no membros inferiores, de natureza articular e muscular e por consequência um desalinhamento postural. A falta de atividade física, aliada ou não com a permanência prolongada na postura sentada, é uma das causas do encurtamento de isquiotibiais.

Iliopsoas – Estes flexores do quadril são, provavelmente, os músculos mais negligenciados no tratamento de dores na coluna lombar, quadril e na virilha. Encurtamento neste músculo pode causar dores na virilha, na lombar e até mesmo dor na parte da frente da coxa. O encurtamento do iliopsoas, é frequente em indivíduos com disfunção lombar e pélvica. Isso, se deve a função que iliopsoas exerce sobre os íleos enquanto a coluna lombar é puxada para frente e para baixo, causando um aumento na lordose lombar. Muitas pessoa com queixa de dor lombar que quando passam de sentado para de pé piora a dor deve-se ao músculo iliopsoas em espasmo.

Segundo a fisioterapeuta Zenilda Soares, todas as pessoas podem aprender a fazer alongamentos independentes da idade e do condicionamento físico. O alongamento quando se procede de forma correta, respeitando a sua estrutura muscular, sua flexibilidade e seus limites pessoais, ajuda a prevenir o encurtamento.