O método pilates pode ser associado a fisioterapia geriátrica?

pilates-fisioterapia-geriátrica

O que é o envelhecimento? E quais modificações corporais ele apresenta?

O envelhecimento pode ser compreendido como um conjunto de alterações estruturais e funcionais do organismo que se acumulam de forma progressiva. Com o envelhecimento ocorrem algumas alterações fisiológicas, e essas modificações prejudicam o desempenho de habilidades motoras, entre essas destacam-se a diminuição da massa magra, força e flexibilidade, os quais associados resultam em diminuição do equilíbrio postural e do desempenho funcional, dificultando a realização das atividades de vida diária do idoso, consequentemente aumentando o risco de quedas e comprometendo a Qualidade de Vida.

Por que o pilates é indicado para a terceira idade?

Para diminuir as alterações decorrentes da idade a atividade física mais indicada para esta faixa etária deve ser de baixa a média intensidade, com pouco impacto e com um período de duração em média de uma hora. Dessa forma, o método pilates se torna uma ótima alternativa para os idosos pois atinge todos os requisitos da atividade ideal, e trabalha exercícios com poucas repetições, visando à qualidade e não a quantidade dos movimentos. Além disso tem como objetivo principal o fortalecimento e alongamento da musculatura, despertando a consciência corporal, que são exatamente as alterações mais prejudicadas nos idosos.

Caso Clínico

A aluna Dayse, de 83 anos, procurou o pilates a 1 meses atrás devido a uma alteração postural, com queixas de falta de equilíbrio, perda da força muscular, histórico de algumas quedas, dificuldade na execução de atividades de vida diária e dores na coluna. Na avaliação inicial foi constatado uma fraqueza muscular e diminuição do alongamento de forma global, também uma significativa falta de equilíbrio, de controle postural, de coordenação e também uma grande instabilidade corporal. Desde o início das aulas estão sendo realizados exercícios para o fortalecimento muscular de forma geral, dando ênfase ao fortalecimento da musculatura da coluna para melhorar a estabilidade corporal. Também estão sendo realizados exercícios de equilíbrio associados com exercícios de coordenação, e alongamentos de toda a extensão corporal. Apesar do curto período de tempo que a aluna iniciou o pilates, já podemos observar a melhora da consciência corporal, do alongamento e das dores, porém ainda há muito o que evoluir com as aulas que virão pela frente.

O método do pilates associado a fisioterapia geriátrica

A técnica do pilates é muito dinâmica, apresenta muitas variações de exercícios que podem ser realizadas e além dessas técnicas, também pode ser associado aos exercícios de pilates alguns exercícios da fisioterapia geriatrica, podendo somatizar na melhora do idoso. Dessa forma é possível utiliza-los individualmente para atender a necessidade de cada idoso e pode ser moldado para trabalhar exatamente com o objetivo do aluno, podendo ser utilizado como a reabilitação das disfunções que a idade vem apresentando e também como prevenção para melhorar as alterações que a idade pode vir a apresentar. O pilates sempre visa a limitação de cada aluno, respeitando-a sempre na hora de executar os exercícios.